Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

ENTREVISTA PLUS - Juliana Casotto Pirchiner



 Olá meus amores, todas as quintas feiras agora teremos uma entrevista com alguém Plus Size e pra começar, olha que linda nos deu a honra de sua entrevista...

01 – Um breve relato sobre você? 
Juliana Casotto Pirchiner, 31 anos, estudante de Pedagogia da UFES, natural de Ibiraçu, mas mora em Vila Velha há dez anos. Há alguns meses comecei a modelar como modelo Plus Size pela agencia Ton Xavier Models e representei o ES no Miss Brasil Plus Size 2013 ficando em terceiro lugar, com o título de segunda princesa. Casada há 11 anos e não tenho filho.

02 – Em que você trabalha? 
Sou estagiaria numa escola na área de tecnologias educacionais na PMV e paralelamente modelo Plus SIze, além de Miss ES Plus Size 2013.

03 – O que é mais bonito nos Plus Sizers?
Acredito que seja algo interior que reflete no exterior, creio que seja a auto aceitação, estar bem consigo, com sua imagem independente dos padrões ou que as pessoas pensem. Esse bem estar reflete na pessoa na sua postura, desenvoltura, olhar e sorriso, pois esta segura com sua imagem.

04 – Como você define o seu estilo?
Acho que clássica e elegante sem deixar de ser jovial. 

05 – Você Sempre foi Plus Size? Se não, como foi esse processo?
Até os nove anos era uma criança magra. Depois engordei e emagreci várias vezes, sofri com o efeito sanfona. Aos 23 anos fiz reeducação alimentar e fazia academia 5x na semana, 2 h por dia. com isso eliminei mais de 30 kg, mas, quando entrei na UFES não consegui manter a rotina por que precisava estudar, apesar de ter uma alimentação balanceada não conseguia ter tempo pra academia e nos últimos 4 anos fui engordando tudo de novo.
Não me aceitava gordinha, na realidade acreditava que teria que estar magra para sair, curtir e ser feliz, que nada caia bem por estar acima do peso, e acabava por não valorizar os atributos por que a ênfase estava naquilo que não me agradava e não era aceito socialmente. Não percebemos que a culpa não é nossa, afinal internalizamos as mensagens que a sociedade impõe e passam a ser nossas verdades. Sempre que via uma gordinha na mídia era no sentido pejorativo e ainda é, mas fazendo uma pesquisa na internet vi mulheres lindas e felizes, independente do manequim. Então percebi que a vida ia passar e que talvez não alcançasse o ideal de magreza e mantê-lo e afinal pra atender os anseios de quem? Foi aí que comecei a me amar minhas curvas e me valorizar. Percebi que estava que não comprava o manequim certo, por isso as roupa não caia bem. Com a auto estima baixa não me maquiava, o que mudou. O concursos de Miss me ajudou muito, me descobri, percebi o que tinha de belo.
 
06 – Maior dificuldade para encontrar uma roupa? 
Hoje minha maior dificuldade é encontrar sutiã grandes e bonitos. Quando acho o tamanho não me agradam por não serem peças bonitas.
  
07 – Uma peça de roupa indispensável no Guarda Roupa Plus Size?
 Blazer em tom escuro para sobrepor com vestidos e combinações. Essa peça afina a silhueta e dá um toque de elegância.

08 – Um Conselho pra quem é Plus? 
Ame-se e cuide-se. Ser magra não é sinônimo de beleza. Temos que nos amar independente da nossa forma física, mas, ser plus size não significa descuidar da saúde,(enfiar o pé na jaca) exercitando-se e com alimentação balanceada. Afinal de contas sabemos que nem todos nasceram para vestir manequim 36/38, mesmo sendo magro, e isso não pode nos frustar por não atingir um ideal imposto.

09 – Uma pergunta para a entrevistada da próxima semana?
 Você já sofreu preconceito em razão do seu corpo?


10 - Juliana por Juliana
Determinada.

 Gostaram da entrevista? Deixem seus comentários abaixo e indiquem alguém pra a próxima entrevista...

Deus Abençoe e até o próximo post.

Um comentário:

  1. Parabéns a Juliana! Ela disse tudo se amar, ess é o segredo! Sucesso👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏

    ResponderExcluir

Obrigada por seu recado, estarei lendo e responderei em breve...